Página precedente

 

MAÇONARIA EGÍPCIA
DO ANTIGO E PRIMITIVO
RITO DE MEMPHIS-MISRAÏM


 

 

por Galbix Red e Gabriel López de Rojas


O criador da Maçonaria Egípcia e do Rito Egípcio foi o Conde Alexandre de Cagliostro (1749-1796), nascido em Túnis. Ele não deve ser identificado com o mistificador Giuseppe Balsamo (1743-1795), o palermitano recrutado pelos Jesuítas para personificar e lançar a infâmia sobre o verdadeiro Conde de Cagliostro.

Alexandre de Cagliostro foi iniciado nos segredos da Maçonaria Egípcia pelo misterioso Mestre Altothas em 1776, ano da fundação da Ordem Illuminati. E poucos sabem que o ápice da Ordem Illuminati foi constituído por seis afiliados: quatro conhecidos (Weishaupt, von Knigge, Goethe, Herder) e dois secretos (Franklin e Cagliostro).

De fato existiu uma conexão secreta entre a Ordem Illuminati de Weishaupt e a Maçonaria Egípcia de Cagliostro que foi fundada oficialmente em 1785, ano da supressão da Ordem Illuminati. Além disso, Napoleão Bonaparte foi iniciado por Cagliostro na Maçonaria Egípcia e os Ritos Maçônicos de Memphis, de Misraïm e de Memphis-Misraïm sao descendentes dessa Maçonaria Egípcia.

Entre 1810 e 1813, em Nápoles (Itália), os três irmãos Bédarride (Michel, Marc e Joseph) receberam os Poderes Supremos da Ordem de Misraïm e desenvolveram o Rito de Misraïm na França. Eles conferiram o caráter oficial do Rito em Paris, em 1814. O Rito era composto por 90 graus, tomados do Escocismo Maçônico, o Martinismo e outras correntes maçônicas, e os últimos quatro graus receberam o nome de "Arcana Arcanorum".

Em 1815, em Montauban (França), a Loja-Mãe do Rito de Memphis foi constituída com Samuel Honis eleito como Grão Mestre, sendo sucedido, em 1816, por Gabriel-Mathieu Marconis. Em 1838, Jean Etienne Marconis de Nègre, filho deste último, assumiu o Rito de Memphis. O Rito, para J. E. Marconis de Nègre, era uma continuação dos antigos mistérios praticados na Antiguidade, na Índia e no Egito. As Constituições do Rito declaravam: "... o rito maçônico de Memphis é a continuação dos Mistérios da Antiguidade. O Rito ensinou aos primeiros homens a prestar homenagem à divindade... ". O Rito de Memphis chegou aos graus 92 e 95.

Em 1881, o general italiano Giuseppe Garibaldi, reuniu os Ritos de Memphis e Misraïm e se tornou o Grande Hierofante de ambos. Após a morte de Garibaldi, em 1882, os Ritos entraram em um período "obscuro" até que, em 1890, várias lojas de ambos os Ritos foram reunidas e surgiu o Rito de Memphis-Misraïm. Em 1900, para a liderança do Memphis-Misraïm foi indicado o italiano Ferdinando Francesco degli Oddi que foi substituído, em 1902, pelo inglês John Yarker. O Rito chegou aos 97 graus.

Em 1902, o alemão Theodor Reuss estabeleceu o Santuário Soberano de Memphis-Misraïm na Alemanha e em 1913, após a morte de Yarker, ele se tornou o Chefe Internacional do Rito. Em 1924, T. Reuss passou ao Oriente eterno e a sucessão foi interrompida, menos na O.T.O. (Ordo Templi Orientis), ordem de neotemplários fundada por Reuss, em 1905, na Alemanha. Na verdade, a O.T.O. englobou o Rito de Memphis-Misraïm, embora numa versão reduzida onde seus graus principais estavam incorporados.

Em 1909, Theodor Reuss concedeu uma patente ao famoso martinista Gerard Encausse (Papus). Os sucessores de Papus foram Charles Detré (Tedé), Jean Bricaud, Constant Chevillon, Charles-Henry Dupont e Robert Ambelain. Em 1939, Jean Bricaud passou ao Oriente eterno e foi sucedido por Chevillon. Em 1944, Chevillon foi assassinado por colaboradores franceses do nacional-socialismo e foi sucedido por Dupont. E, em 1960, Ambelain sucedeu a Dupont.

Em 14 de novembro de 1973, o italiano Francesco Brunelli (1927-1982) foi nomeado por Robert Ambelain responsável pelo Rito para a Itália. Em 22 de novembro de 1973, Francesco Brunelli (Nebo) - o Grão Mestre da Antiga e Tradicional Ordem Martinista e do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm - foi recebido com todas as honras na Grande Oriente da Itália, no Palazzo Giustiniani. Mas a atividade do Rito na Itália e na Grande Oriente da Itália foi lendária nos anos setenta.

Em 1981, Francesco Brunelli contatou o conhecido iniciado italiano Frank G. Ripel para reestruturar o Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm e a situação do Rito era a seguinte: 99º ou Chefe Internacional da Ordem Oriental Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm, 98º ou Superior Incognito (do grau VIIº ao XIIIº da Ordem da Rosa Mistica), 97º ou Substituto do Chefe Internacional, 96º ou Chefe Nacional, 1º-95º ou Maçon Operativo (do Iº ao VIº da Ordem da Rosa Mistica). Na renovada Ordem Oriental Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm da qual nós vamos falar brevemente, do 1º ao 95º, encontram-se as 6 Operações Alquímicas associadas aos graus 1°-3º, 4º-33º, 34º-42º, 43º-63º, 64º-74º e 75º-95º.

Frank G. Ripel estava na direção da Ordem Oriental Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm entre 1981 e 1999, quando ele a tornou "adormecida".

No final de março de 2003, Frank G. Ripel, sendo o Grão Mestre do O.C.I. (Ordem dos Cavaleiros Iluminados) teve um contato com o espanhol Gabriel López de Rojas, fundador e Grão Mestre da Ordem Illuminati, O.H.O. da Societas O.T.O. (Ordo Templi Orientalis), grau 33º do Rito Escocês Antigo e Aceito, grau máximo de alguns Ritos egípcios. Quando Gabriel López de Rojas percebeu que a Ordem Oriental Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm de Frank G. Ripel estava "adormecida", propôs a Ripel de "despertá-la" e o mesmo aceitou, fazendo-a reviver, em 1º de maio de 2003, com o nome de Maçonaria Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm.

A Maçonaria Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis e Misraïm é estruturada da seguinte forma:

100º Grande Hierofante geral ou Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M. e do O.C.I.: Frank G. Ripel
99º Grande Hierofante ou Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M. ad Honorem:
Licio Gelli
98º Substituto do Chefe Internacional do O.C.I.
Idioma italiano: Galbix Red
98º Chefe Nacional para a Italia do O.C.I.: Tixian Dark
98º Superiores Incognitos (O.C.I.)
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma italiano: Galbix Red. S.I. (98º O.C.I.)
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma Espanhol: Inmaculada Casado de Monteleón
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma catalã: Inmaculada Casado de Monteleón
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma francês: Joel Duez.
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma russo: Artem Kiryanov.
97º Substituto do Chefe Internacional do M.E.A.P.R.M.M.
Idioma judeu: Alexander Rybalka.
96º Chefe Nacional para a Italia: Adolfo Alessandro Maria Polignano
Chefe Nacional para a Espanha: Inmaculada Casado de Monteleón
Chefe Nacional para Principado de Andorra: Inmaculada Casado de Monteleón
Chefe Nacional
para o Bolivia: Ivan Herrera Hernández
Chefe Nacional para o Equador: Miguel Cruz
Chefe Nacional para a Argentina: Eduardo Daniel Mestre
Chefe Nacional para o Uruguai : Mauro Rodriguez
Chefe Nacional para El Salvador: Carlos Mauricio López
Chefe Nacional para Honduras: Marcos Gonzalèz
Chefe Nacional para o Messico: Joseph E. Jimenez Aguado Cervantes
Chefe Nacional para Colômbia: Consuelo Restrepo Prias
Chefe Nacional para a Venezuela: Amadeus Wetzstein
Chefe Nacional para Perù: Jose Francisco Callo Romero
Chefe Nacional para a Panamá: Raul De Obaldia
Chefe Nacional para o Brasil: Marcos Aurelio Ribeiro Conceição
Chefe Nacional para o estado de New York: Michael Albert Olmo
Chefe Nacional para Indiana: Robert Neal Cain Jr.
Chefe Nacional para Texsas: Luke Bubeck
Chefe Nacional para Florida: Moacir Rebostini
Chefe Nacional para Oregon: Marcellius Smith
Chefe Nacional para Michigan: Gerald Knowles
Chefe Nacional para a Geórgia: Javier Cola
Chefe Nacional para Illinois: Michael Chase
Chefe Nacional para Alabama: Alfredo C. Palacol
Chefe Nacional para a California: Kenzi C. Smith
Chefe Nacional para Utah: Mario Serenko
Chefe Nacional para Canadá: John Smith
Chefe Nacional para Nova Zelândia: Leonard Stevens
Chefe Nacional para a Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte: David Simpson
Chefe Nacional para France: Marc Vattier
Chefe Nacional para o Alemanha: Thomas Hill
Chefe Nacional para Eslovénia: Niko Gorjup
Chefe Nacional para a Grécia: Doukas Christos
Chefe Nacional para Marrocos: Jaber Kharchafi
Chefe Nacional para Giordania: Jamil M. N. Sultan
Chefe Nacional para Israel: Alexander Rybalka
Chefe Nacional para a Costa de Avorio: Tiburce Dandou
Chefe Nacional para Benin: Modeste Ganlaky
Chefe Nacional para Repùblica del Congo: Guellord Mabouba
Chefe Nacional para Camarões: Jeff Ndongo
Chefe Nacional para Burkina Faso: Ghazal Ismael
Chefe Nacional para a Rússia: Artem Kiryanov
Chefe Nacional para Ucrânia: Sergey Chernyshov
Chefe Nazional para a India: Shivakumaran Hareerajen
1º-95º Maçons Operativos.


Alguns sinais sobre o Conde Licio Gelli

Em 1980 de Licio Gelli - Através de constantes relatórios com o Ministro da Casa Real Lucifero Falcone - foi agraciado com título (Honorífico) de Conde pelo Rei Umberto II.

No final dos anos setenta é confiado, o Grande Oriente de Itália, encarregando-o - na qualidade de Venerável Mestre - de retomar a direcção e voltar a dar vida à Loja maçónica "Propaganda 2" (P2), fundada em 1895 pelo Grão-Mestre Lemmi.

Nos anos oitenta rebentou o falso escândalo P2. Consequentemente, o Venerável Mestre é absolvido das acusações movidas durante estes anos.

Em 1996 o comendador Licio Gelli, pela sua actividade de poeta e de escritor, é proposto e candidato a cinquenta nove estruturas - academias, universidades, associações culturais italianas e estrangeiras - ao Prémio Nobel para a Literatura.

Reading the Magna Charta

The Magna Charta of human rights can be explained on two levels, i.e. two levels of composition, two structural systems which have been thought up.
The first level – expressed in the first document – is that which deals with understanding and not intellect and this is the essential difference which distinguishes the aristocrat from the common man.
The second level – expressed in the second document – deals with the attributes of the intellect, corresponding to the mental approach of the common man. Reading such a document allows man to understand the content of the Magna Charta.

 

The Magna Charta of human rights

Loyalty, Hierarchy, Meritocracy: these are the three key words which make up the aristocratic motto.

Aristocracy is fidelity… fidelity to the principles of each thing, its being and its expression. This expression is manifested in the realization of earthly things for the well-being of the individuals who must gather and cultivate in themselves this aristocratic motto.
Man’s transformation takes place through spreading three concepts of an essential nature: Loyalty, Hierarchy, Meritocracy. Each one of these must be perceived, in each single individual, as nature come alive, so that the realization – in man – of these three concepts may generate the primary concept of Liberty.
If man does not take up these three concepts in his inmost being he will never be able to express and live the concept of Liberty. It is the axiom of laws on which is based the evolution of humanity, thus the aristocratic motto – made up of three concepts – determines in man the primary concept of Liberty which includes the concept of Equality, equality between peoples. Where this does not happen, there is no evolution, there is way for the existence of universal Brotherhood.

The first word of the aristocratic motto, Loyalty.
Of prime importance is honesty to oneself and consequently towards others. When this is accomplished, one can enter into a relationship with one’s neighbour…if he too has reached the same realization.

The second word of the aristocratic motto, Hierarchy.
It is the heart of the aristocrat. He orders and weighs up the terms of Loyalty. In such a way, he manages to formulate and thus to estimate the honesty of every single individual in his regard.

The third word of the aristocratic motto, Meritocracy.
The aristocrats, after having weighed up the path of each individual, award him merits at different levels.

.

The Magna Charta of human rights

Loyalty, Hierarchy, Meritocracy: these are the three key words which make up the aristocratic motto.

The first word of the aristocratic motto, Loyalty.
Of prime importance is honesty to oneself and consequently towards others. When this is accomplished, one can enter into a relationship with one’s neighbour…if he too has reached the same realization.

The second word of the aristocratic motto, Hierarchy.
It is the heart of the aristocrat. He orders and weighs up the terms of Loyalty. In such a way, he manages to formulate and thus to estimate the honesty of every single individual in his regard.

The third word of the aristocratic motto, Meritocracy.
The aristocrats, after having weighed up the path of each individual, award him merits at different levels.


Aristocracy is fidelity… fidelity to the principles of each thing, its being and its expression. This expression is manifested in the realization of earthly things for the well-being of the individuals who must gather and cultivate in themselves this aristocratic motto.
Man’s transformation takes place through spreading the three concepts of an essential nature: Loyalty, Hierarchy, Meritocracy. Each one of these must be perceived, in each single individual, as nature come alive, so that the realization – in man – of these three concepts may generate the primary concept of Liberty.
If man does not take up these three concepts in his inmost being he will never be able to express and live the concept of Liberty. It is the axiom of laws on which is based the evolution of humanity, thus the aristocratic motto – made up of three concepts – determines in man the primary concept of Liberty which includes the concept of Equality, equality between peoples. Where this does not happen, there is no evolution, there is way for the existence of universal Brotherhood.

 

 

Comunicação.

Olimpio Romio renunciou ao M.E.A.P.R.M.M., devido ao seu processo judicial pendente.

 

 

CONTATO

Aqueles que estiverem interessados na Maçonaria Egípcia do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm poderão contatar sua diretoria através do endereço:

orion@onenet.it

Copyright ©   by Orion                                          Página precedente